Autismo

Tripulação acolhe menino autista que preferiu sentar no corredor de aeronave e mãe agradece


Tripulação acolhe menino autista que preferiu sentar no corredor de aeronave e mãe agradece

Braysen é um menino de 4 anos que adora viajar de avião. Porém, em um voo feito com sua família há pouco tempo, ele preferiu se sentar no chão da aeronave em viagem de volta para casa . O comportamento do menino que tem transtorno do espectro autista  preocupou sua mãe, Lori Gabriel, que temia pela segurança da criança e pelo conforto dos outros passageiros.

Todavia, ela foi surpreendida pela tripulação da United Airlines, que lidou com maestria perante a situação surpreendendo Lori.

Diante da situação a tripulação da aeronave acomodou Braysen no chão em um local mais seguro e lhe deu até um cobertor para ficar mais confortável no corredor. Ao contrário do que a mãe imaginou. Lori achou que seria obrigada a prender o menino no assento, mas foi surpeendida.

Ele estava lutando contra mim e seu pai. Nós dois tentamos levá-lo de volta à sua cadeira e colocar o cinto de segurança e ele começou a chutar, gritar e bater. Uma comissária nos disse que o vôo não poderia decolar até que ele estivesse sentado, mas quando eu disse que ele era autista, ela chamou duas outras comissárias que me perguntaram como poderiam ajudar“, contou Lori à “CNN”.

Lori usou o Facebook para contar o que aconteceu. Ela contou que primeiro, a tripulação deixou que Braysen ficasse sentado no colo da mãe para a decolagem enquanto o pai também o segurava. Depois, após o aviso de que os passageiros poderiam tirar o cinto, o menino ficou no chão, próximo aos comissários.

Veja o post de Lori Gabriel:

Durante a viagem, Braysen percorreu várias vezes o corredor, indo até a primeira classe. Lori conta que ele muitas vezes chutou a cadeira de outros passageiros, mas nenhum deles reclamou da presença da criança. Pelo contrário, interagiram com Braysen e até brincaram com ele.

Antes do desembarque, uma das passageiras que estava sentada próximo à família deixou um bilhete para Lori, no qual dizia: “Nunca deixe alguém fazer você se sentir como se fosse um inconveniente ou um fardo. Ele é uma bênção. Deus abençoe sua paciência, seu amor, seu apoio e sua força. Continue a ser uma super mulher. Saiba que você e sua família são amados e apoiados“.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte:https://extra.globo.com

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar