Para quem almeja algo o céu é o limite.

Força de vontade e determinação são elementos preponderantes para quem mesmo com as adversidades da vida deseja alcançar seus objetivos.

A história a seguir é um grande exemplo de superação.

Anaya Ellick é uma jovem estudante norte americana, com nove anos de idade, que se tornou vencedora do concurso de caligrafia “Nicholas Maxim para Excelência em Caligrafia Cursiva.

Anaya venceu outros 50 alunos de diversas escolas do país, para obter o certificado, o troféu e o prêmio de 1 mil dólares, por volta de de 3,8 mil reais.

Um ponto que fez os esforços de Anaya serem ainda mais reconhecidos foi o fato da garota não possuir ambas as mãos.

A deficiência

Anaya nasceu sem as duas mãos. Prótese para ela nunca foi uma opção. Segundo ela,  lhe atrapalhavam para as mais diversas tarefas.

Não obstante, ela foi descobrindo e desenvolvendo técnicas para conseguir realizar atividades como desenhar e, claro, escrever.

Hoje, a garota que está no terceiro ano do ensino fundamental segura o lápis com o braço direito e, com o cotovelo esquerdo, apoia o papel sobre a mesa.  Dessa maneira, que ela escreve e a fez tornar-se campeã dé caligrafia.

Essa não é a primeira vez que Anaya se sobressai em um concurso. Ela é bicampeã. Ela já havia sido premiada em 2016, quando ela ainda estava  no 1º ano.

Em seu colégio Greenbrier Christian Academy, na cidade de Chesapeake, no estado da Virgínia, nos EUA, Anaya virou de fato uma inspiração. Ela foi homenageada por meio de um post na rede social da escola.

Greenbrier Christian Academy is proud to announce third grader Anaya Ellick has won the Nicholas Maxim Special Award for…

Posted by Greenbrier Christian Academy on Wednesday, May 9, 2018

O Nicholas Maxim é parte da competição nacional de caligrafia Zaner-Bloser, premiando em caligrafia os alunos com algum tipo de necessidade especial.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte: https://dfw.cbslocal.com/2018/05/15/girl-without-hands-wins-national-handwriting-

Imagem: Reprodução Facebook


Sem as mãos, menina é bicampeã em concurso de caligrafia nos EUA

Post navegação


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *