DeficiênciaEntretenimentoSíndrome de Down

Recife: Rei e rainha com deficiência são eleitos na cidade

Recife: Rei e rainha com deficiência são eleitos na cidade

Recife, este ano está tendo um carnaval mais inclusivo. No último dia 7, coroou pela primeira vez um rei e uma rainha com deficiência para o seu carnaval.

A iniciativa da prefeitura é inédita, faz parte das preparações do carnaval e tem como objetivo garantir acesso a cultura e lazer para pessoas com deficiência (PCD).

Neste ano participaram apenas pessoas com síndrome de down, mas a partir do ano que vem será aberto para todas as PCDs.

O Carnaval 2020 do Recife terá como rei PCD o servidor público Caio Antônio de Assis Rocha, 27 anos, e como rainha PCD a esteticista Zemili Kasala Santos, 28 anos. Eles disputaram o título com outras 37 pessoas, sendo 20 para o posto de rainha e 17 para o de rei.

No entanto, a rainha, Zemili Kasala, é formada em estética e cosmetologia e sonhava com o posto de majestade do carnaval do Recife por amar o período festivo. Aluno há três anos da Escola de Frevo do Recife, o rei, Caio Antônio, trabalha no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual. Ele conquistou os jurados com a execução de uma dança ao som da Orquestra Clave. “Eu amo frevo”, disse o passista.

Contudo, o concurso teve como jurados quatro pessoas que avaliaram os participantes. Durante o evento intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras) fizeram a tradução simultânea para o público, que na maioria era formado por pessoas com deficiência convidadas para assistir ao evento.

Todavia, além do título, os vencedores ganharam R$ 4 mil como prêmio.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte:https://mundoadaptado.com.br


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar