As bebês gêmeas siamesas nascem unidas pelo tronco e não resistem

No ultimo dia 25, nasceram duas meninas gêmeas siamesas, na Santa Casa de Fernandópolis, no Interior de São Paulo. As meninas nasceram ligadas pelo tronco em comum, mas não resistiram e vieram a óbito ontem dia 2.

As meninas só saíram da UTI quando foram transferidas para o Hospital da Criança e Maternidade de São José do Rio Preto (HCM), também no interior de São Paulo, onde se mantiveram na UTI.

Segundo a Santa Casa de Fernandópolis, a família, que mora na cidade, estava sendo acompanhada pela equipe do HCM. Contudo, como a mãe estava em trabalho de parto avançado, ela precisou ser atendida pela equipe médica da Santa Casa.

Elas eram unidas pelo tronco, mas cada elas tinham duas colunas vertebrais diferentes, quatro pulmões, dois corações e duas. As meninas estavam na UTI desde o nascimento.

Imagem: Reprodução

De acordo com os pais das crianças, os aparelhos foram desligados dia 1º pelos médicos para ver como as crianças iriam reagir. Ainda conforme os pais relataram ao G1, as gêmeas chegaram a respirar sem ajuda dos aparelhos.

A causa da morte delas não foi revelada.

A confirmação do óbito das meninas foi confirmada pelo Hospital. Segundo as estatísticas, o nascimento de crianças siamesas é algo raríssimo e ocorre a cada 100 mil nascimento. Em muitos casos, elas conseguem ser separadas, ou quando não é possível elas sobrevivem unidas.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.
Fonte: G1
Imagens: Reprodução

Veja mais:


No interior de São Paulo bebês siamesas não resistem e falecem


Post navegação


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *