Síndrome de Down

Menina com síndrome de Down torna-se top model anos após médicos quererem interná-la em instituição

15 anos depois ela ensina uma lição a eles

Uma menina de 15 anos, de Colorado Springs, Colorado, nos estados Unidos está conquistando o mundo da moda com sua beleza e desenvoltura.

No entanto, na vida dela nem tudo foram flores. Quando ela nasceu os médicos aconselharam sua família a interná-la em uma clínica especializada em pessoas com a mesma condição que ela. Kennedy nasceu com T21 (Trissomia 21, mais conhecida como síndrome de Down). Segundo o periódico Metro, os médicos disseram à sua mãe Rene que ela teria uma baixa qualidade de vida.

Eles temiam que ela tivesse que usar fraldas quando adulto e que seria melhor se ela fosse colocada em uma instituição especializada para seu próprio bem-estar.

O nascimento

Renee contou ao Metro: “Na noite em que Kennedy chegou, fiquei com o coração partido ao saber que ela tinha a condição, porque eu estava sendo alimentada apenas com uma imagem negativa e sombria, pintada por médicos e enfermeiras que realmente não tinham ideia do que o futuro de meu filho realmente tinha.

“Foi apenas na noite seguinte, quando uma parteira gentil me disse que Kennedy era bonita e, assim como sua filha, que também tinha a condição, senti um vislumbre de esperança.

“A primeira coisa que perguntei foi se a filha dela podia andar, porque eu realmente não sabia o que significava ter essa condição e ela apenas riu. A filha dela tinha 16 anos e, é claro, ela podia andar.

De certo, seus pais recusaram tal proposta, botaram os médicos para correr. Não estavam dispostos a abrir mão da filha.

Não obstante, Kennedy teve ainda que lutar contra o câncer e superar uma leucemia.

Após 15 anos e muito apoio para que ela fosse incluída Kennedy ela tornou-se uma modelo que vem ganhando destaque em seu país.

Depois da turbulência ela participa de competições de danças e representa várias marcas de roupa norte americanas como modelo.

A carreira

Kennedy certamente provou que existem obstáculos a serem quebrados. O jovem foi modelo da American Girl and Justice Clothing e tem contrato com a KMR Diversity e Dream Talent Management.

Ela viaja regularmente para Hollywood e Nova York para participar de castings (testes de modelo) e participar de trabalhos de modelo, mas também gosta de passar um tempo com seu namorado, Matthew, que também tem T21.

Quanto aos médicos que queriam que Kennedy fosse colocado em uma instituição, Renee falou o seguinte:

É chocante o quão desinformados eles eram, e isso foi há apenas 15 anos”, disse ela. “Sinto-me triste por ter perdido tempo em luto por momentos como compras de vestidos de baile, pois realmente fui levada a acreditar que nenhum dos marcos normais seria alcançado.”

Renee e Kennedy agora fazem um trabalho nas escolas, educando crianças de todas as idades sobre o que é a síndrome de Down e como podem apoiar as pessoas que encontram com essa condição.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte:  https://en.newsner.com acessado em 06/03/2020

Traduzido e adaptado por Equipe Crianças Especiais


Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar