GeralSíndrome de Down

Menina com síndrome de Down se destaca como patinadora e conquista ouro

Uma menina de apenas 15 anos vem se destacando como patinadora.

Trata-se de Mariana Alves é uma menina de Florianópolis, no estado de Santa Catarina, filha de Nádia Teixeira Alves e Carlos Alberto Alves.

Desde pequena Mariana já mostrava muita força e determinação. Ela sempre foi muito comunicativa e simpática, o que chamava a atenção de seus vizinhos e conhecidos. Além de se destacar na patinação artística,  Mariana é modelo e tem um canal no YouTube.

O início

A gestação de Nádia foi sem qualquer intercorrência. Mas quando Mariana nasceu o o pediatra solicitou alguns exames para checar o cariótipo, com o objetivo de analisar a disposição dos cromossomos.

Após os exames foi constatado que Mariana tinha trissomia do 21 (T21 mais conhecido como síndrome de Down).

Pouco tempo depois, foi identificado pelos médicos que a jovem tinha uma doença no coração que poderia estar associada a malformações. Para corrigir esse problema, Mariana teve que passar por uma cirurgia de Correção de Comunicação Interventricular (CIV) quando ainda muito nova.

A operação correu bem. Com apenas um ano, Mariana já frequentava a escola de educação especial Charlotte Núcleo de Yoga e Atividades Psicofísicas.

Quatro anos e meio depois, seus pais a retiraram da escola com a recomendação de que Mariana fosse incentivada a praticar todo e qualquer tipo de esporte de que ela gostasse.

Antes dela se descobrir na patinação artística, Mariana testou outras opções: balé, yoga, natação, judô, circo, vôlei. Mas a patinação a conquistou.

A patinação

Quando uma prima a convidou para assistir à sua apresentação de patinação artística, Mariana se encantou. Ela começou a praticar e após um anos começou com as aulas. Devido à sua facilidade de aprendizado, os professores a convidaram a participar de competições.

A estreia oficial aconteceu na primeira etapa do Campeonato Catarinense, na qual ela ganhou medalha de ouro. Depois do sucesso, ela patinou também na primeira etapa do Campeonato Brasileiro e ficou em segundo lugar. Por fim, sua terceira experiência (e também a mais recente) aconteceu no Campeonato Sul-Americano na categoria especial, que proporcionou à menina de 14 anos mais um ouro para a sua coleção.

Como qualquer competidor, a catarinense fica nervosa antes de se apresentar. Mas, quando entra em quadra, ela desliza sobre os patins atraindo a torcida com seu carisma e simpatia. No campeonato Sul-Americano, diversas pessoas de outros países estavam presentes nas arquibancadas e, apesar de nunca terem visto Mari antes, vibravam pela atleta. Esse título foi conquistado em Joinville, Santa Catarina, e vale por 2 anos.

A patinadora agora treina para suas próximas competições: em Curitiba, participará da segunda etapa do Brasileiro e em Itajaí, da fase final do Catarinense. Após isso, ela competirá na Copa Mercosul de Patinação Artística, que acontece em outubro no Rio Grande do Sul. E, para fechar com chave de ouro, Mari foi convidada para o Campeonato Argentino de Patinação Artística, em novembro.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte:https://m.megacurioso.com.br


Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar