DeficiênciaDeficiência Auditiva

Mãe fica indignada depois que o filho com necessidades especiais foi retirado do cinema


Jennifer Daly, 43, explicou que é difícil levar seus filhos ao cinema em razão de seu filho Johnathan, de 3 anos, ter uma forma rara de nanismo e problemas na coluna. Ela conta que seu filho é incapaz de andar ou falar, mas ele é incrivelmente animado e pode fazer sons para expressar seus sentimentos. No entanto, ela ficou indignada com os funcionários do cinema AMC, em Lake in the Hills, Illinois.

O constrangimento

Eu estava com raiva. Eu não podia acreditar que eu estava sendo expulsa de um filme. Eu nunca fui expulsa de nada em 43 anos ”, disse Jennifer à Fox News . Ela disse que levou seus dois filhos para ver “Dumbo'”em um cinema da AMC, mas Jonathan começou a rir e a fazer barulho durante o filme.

Dez minutos depois, um funcionário se aproximou e pediu que saíssem alegando que alguém havia reclamado de um bebê chorando. Jennifer disse que ficou chocada e começou a chorar enquanto processava o que estava acontecendo. “Ele estava rindo“, contou ela, acrescentando: “Nem sequer recebemos uma advertência“.

O cinema

O porta-voz da rede de cinemas AMC, Ryan Noonan, depois conversou com Jennifer e divulgou uma declaração sobre o incidente. “Para garantir uma experiência no cinema de qualidade para todos, o comportamento disruptivo não é permitido durante um filme”, ​​escreveu Ryan.  Segundo ele, Jennifer foi reembolsada pelos ingressos e recusou “várias opções”, incluindo um show particular, a mudança para outros lugares, ou o convite para uma exibição durante o programa de filmes “sensorialmente amigável”, que é uma exibição destinada a pessoas com necessidades especiais.

A mãe explicou que ela entendeu que a AMC tentou se desculpar pelo incidente oferecendo seus vales de cinema, mas ela disse que só queria ir para casa.

Eu não posso dizer que eu senti que estava sendo discriminada. Não acho que essa tenha sido a intenção da senhora,  disse ela.

Em uma tentativa de garantir que a situação nunca se repetisse, Jennifer fez um post no  Facebook relatando sua experiência, que foi compartilhada por quase 7.000 pessoas.

Nunca esperei que as pessoas respondessem como eles. Eu queria que as pessoas fossem mais conscientes ”, disse ela. “Eu nunca mais quero pisar no cinema deles deles, porque não foi bom“, completa.

Veja o post de Jennifer na íntegra:


Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Veja mais:

Garoto de 5 anos com autismo é convidado a se retirar do cinema por inquietação



Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar