Doenças Raras

Mãe faz desabafo após perder a guarda de seu menino com câncer

Mãe faz desabafo após perder a guarda de seu menino com câncer


Nenhuma mãe ou pai que ama seu filho, consegue imaginar a dor de perdê-lo. Não só a vida dele, como também o direito de estar ao lado dele sempre e criá-lo como desejar.

Um juiz da Flórida decidiu, no último dia 9, que um menino de quatro anos deveria permanecer com seus avós depois que sua mãe e seu pai interromperam os tratamentos quimioterápicos para leucemia e, em vez disso, adotaram terapias alternativas.

Os pais do menino Noah estão diante desse drama. Joshua McAdams e Taylor Bland-Ball perderam a guarda do menino em abril deste ano e no último dia 9 foi recusada novamente a guarda aos pais. O motivo pelo qual o casal perdeu a guarda de Noah foi pelo fato deles se recusarem a tratar a leucemia linfoblástica aguda, doença com a qual Noah foi diagnosticado.

Segundo informações, o menino deixou de ir a duas sessões de quimioterapia e seus pais estavam lhe oferecendo somente vitaminas e produtos naturais, como chás e plantas. Como não há comprovação científica relacionada a estes supostos tratamentos naturais para o tratamento da leucemia os pais perderam a guarda do filho. No momento,  Noah voltou a fazer o tratamento para a doença e está sob os cuidados dos avós maternos.

Entretanto, o juiz Thomas Palermo justificou sua decisão considerando que os pais do menino colocaram a vida dele em risco ao pararem com a quimioterapia.

Todavia, na última quarta-feira (10/09) a mãe de Noah escreveu um emocionante desabafo nas redes sociais. Ela escreveu uma carta aberta ao juiz.

Veja o teor da carta:

Honorável Thomas Palermo,

Olá, Você decidiu não mandar nosso filho para casa ontem. Eu tenho algumas perguntas. Você vai ficar fazendo carinho as costas dele às 2:00 da madrugada quando ele acordar chorando com dor de barriga e vomitando?

Você vai explicar para ele por que seu lindo cabelo longo está caindo? Você vai fazer vitaminas para ele quando a boca dele doer demais por causa dos medicamentos ao ponto dele não conseguir comer? Você vai deitar com ele quando ele estiver cansado demais para sair da cama? Você vai fazer massagem nos seus lindos e perfeitos pezinhos quando ele estiver com dor?

Você vai aceitar as mordidas, chutes e gritos quando ele estiver mal? O que você vai dizer para ele quando ele perguntar onde a mamãe e o papai estão? Quando ele pedir para ir para casa? Eu não vou receber uma resposta, eu sei. Mas eu espero que isso fique na sua cabeça nas horas mais escuras, como tem ficado na minha nas 133 noites que eu estou passando sem o meu filho“.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte: Exclusivo 24h /NBC



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar