Julie McConnel estava pronta para começar uma nova vida depois de se casar novamente. Ela já tinha três filhos de um casamento anterior, e depois que ela e o novo marido Dan tiveram um filho, eles decidiram tentar uma menina.

No meio de suas tentativas, no entanto, Julie foi ensinada pela vida mais uma vez que a vida pode ser totalmente imprevisível. Ela ficou grávida, … de meninos, gêmeos.

Julie, com 45 anos já estava ciente das chances de uma mulher ter um filho com síndrome de Down após 40 anos, pois segundo as estatísticas as chances aumentam para 1 em 100. Então, Julie e Dan sabiam que seriam submetidos a todas as verificações necessárias. Depois de um tempo, eles descobriram que seus gêmeos de fato nasceriam com a condição.

Aos 45 anos de idade, com 4 filhos, Julie sentiu que não conseguiria criar dois filhos com necessidades especiais. Com isso, ela e Dan encontraram uma família que queria adotar os gêmeos, por meio da Rede Nacional de Adoção de Síndrome de Down.

Depois de encontrarem uma nova família para seus filhos,  Julie e Dan se viram continuamente adiando a assinatura da papelada que tornaria oficial a adoção.

No terceiro trimestre, eles tomaram a importante decisão de manter seus filhos acima de tudo. Milo e Charlie nasceram saudáveis ​​e felizes, e agora Julie e Dan não conseguem imaginar suas vidas sem eles.

“Meu coração saiu do meu peito quando os vi. Eu estava tão apaixonado”,  disse Julie. “É difícil imaginar a vida sem eles, mas acho que sentiria falta deles todos os dias se decidíssemos não mantê-los.”

Acompanhamos os meninos desde bebê e eles hoje com quase 4 anos são um sucesso.  Milo e Charlie dão show de fofura nos vídeos  e fotos que seus pais compartilham nas redes sociais.

Com lágrimas escrevo esse texto, pois como sempre o poder do amor vence. E desejamos que os meninos sejam muito felizes ao lado dessa linda família.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte: https://en.newsner.com

Imagens: Reprodução Instagram e Facebook


Mãe desiste de colocar seus filhos gêmeos com síndrome de Down para a adoção


Post navegação


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *