Geral

Gêmeos siameses unidos pela cabeça são separados com sucesso

Essa fotografia publicada pelo Instituto Indiano de Ciências Médicas (AIIMS), em 27 de outubro de 2017 mostra gêmeos siameses indianos antes de sua cirurgia no hospital de Nova Délhi.

⁣Os médicos separaram com sucesso os gêmeos siameses de dois anos que nasceram com a condição rara de nascerem unidos pelo crânio. O procedimento durou mais de 36 horas e envolveu 40 médicos.


Os irmão são gêmeos idênticos nascidos com pele fundida e órgãos internos. Eles terem nascidos vivos já é uma grande vitória visto que pessoas com essa rara condição tem taxa de sobrevivência está entre 5 e 25%.

⁣Os gêmeos nasceram com vasos sanguíneos e tecido cerebral compartilhados. Era um trabalho em equipe de 40 médicos, 20 enfermeiros e muitos outros paramédicos.

Reprodução

m dos cirurgiões envolvidos disse que o aspecto mais desafiador era fornecer uma cobertura para a pele e reparar os orifícios deixados na cabeça das crianças depois de separadas.

A pele foi gerada a partir da expansão de dois balões que foram colocados dentro de suas cabeças durante a primeira cirurgia em agosto. As próximas cirurgias envolveram a reconstrução de seus crânios.

Gêmeos siameses que são classificados como unidos cranianos (anexados ao crânio) nascem com uma condição raríssima. ⁣São gêmeos siameses que se fundem em qualquer lugar do crânio, exceto o rosto, o grande buraco, a base do crânio e a coluna vertebral.

As estruturas fundidas são geralmente o crânio, meninges e seios venosos durais. O cérebro tende a ser separado; no entanto, pode ser conectado por uma ponte de tecido neural.

Os troncos e membros são separados. O envolvimento exclusivo de tecidos extracranianos não requer uma avaliação significativa da imagem; no entanto, é necessária uma tomografia computadorizada para estudar os detalhes ósseos se houver uma fusão do cofre.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte:https://www.instagram.com


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar