Geral

Gêmeas siamesas unidas pela cabeça são separadas após três cirurgias na Itália

Gêmeas siamesas unidas pela cabeça,  as irmãs  Ervina e Prefina,  de 2 anos, foram separadas no último dia 5 na Itália. As meninas estão bem, mas continuam no hospital em observação.

Para separá-las foram necessárias 3 cirurgias que foram feitas por um ano. As cirurgias ocorreram no Hospital pediátrico Bambino Gesù, em Roma. A separação definitiva durou 18 horas e contou com a participação de mais de 30 pessoas, entre médicos e enfermeiros.

A peculiaridade consistia no fato de que o ponto de contato dos dois crânios envolvia importantes estruturas venosas“, explicou o médico Carlo Efisio Marras, responsável pela neurocirurgia, ao Vatican News.

As meninas nasceram em 29 de junho de 2018, no hospital fundado pelo Papa Francisco em Bangui, capital da República Centro-Africana. Foi lá que Mariella Enoc, diretora do Hospital Bambino Gesù, conheceu as gêmeas recém-nascidas. A médica decidiu levar as meninas para Roma, junto com sua mãe, para tentar o tratamento. E a decisão rendeu bons resultados.

A cirurgia foi um sucesso, e o prognóstico médico é de que elas terão um desenvolvimento normal. As crianças terão que continuar com a neuroreabilitação e usarão um capacete de proteção por alguns meses.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte:https://revistacrescer.globo.com


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar