Autismo

Garoto autista é acusado de supostas “atividades sexuais” por abraçar criança

Garoto autista é acusado de supostas "atividades sexuais" por abraçar criança


Um garoto autista de apenas cinco anos está sendo acusado de assédio sexual por sua escola.

É isso mesmo que você leu. Esse absurdo aconteceu em Chattanooga nos Estados Unidos, quando Nathan abraçou uma criança de sua classe e deu um beijo na bochecha de outra. Carinhos normais entre crianças que se gostam e são amigas.

Porém, a forma carinhosa de Nathan, não foi vista com bons olhos pela escola. Sua mãe Summery Putnam, recebeu uma ligação da Escola East Ridge Elementary School no início de setembro que a a indignou. “Primeiro eu não entendi o que eles estavam querendo dizer, ele tem cinco anos, é uma criança! A professora me chamou para uma reunião e disse: ‘você precisa falar com o Nathan sobre limites. A professora então acusou o Nathan de ter ‘atividades sexuais’ apenas porque abraçou um coleguinha e deu um beijo na bochecha de outro”, desabafou a mãe em entrevista a imprensa local.

A mãe então conversou com o menino e explicou a contragosto que ele não poderia abraçar mais as crianças. Ele perguntou: ‘Por quê?’. Ela só consegui responder: ‘Porque não é permitido Nathan’. Summery conta que foi uma situação muito difícil.

A maior preocupação da mãe é que esse registro fique no prontuário escolar do filho, e inclusive o classifiquem de “predador sexual”. “Nos falaram que isso pode ir para o registro escolar dele e o marcará para o resto da vida!”, desabafou a avó da criança, Debi Amick.

A escola mudou Nathan de sala e o colocou em uma sala de educação especial.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte: Bebê Mamãe



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar