Síndrome de Down

Como estimular concentração e memória de pessoas com síndrome de Down?

 

Quando as crianças possuem uma deficiência intelectual, estimular concentração e memória pode ser um grande desafio. A Trissomia do 21, mais conhecida como síndrome de Down, exige que o indivíduo seja estimulado desde muito jovem, ainda bebê se possível, para que, no futuro, tornem-se adultos independentes e capazes de seguir com as suas próprias vidas.

Por que essa estimulação é necessária?

As crianças com síndrome de Down costumam apresentar um déficit na concentração. Por exemplo, as pessoas com down sentem dificuldade em realizar duas tarefas de uma única vez como copiar o assunto no quadro e ouvir a explicação do professor ao mesmo tempo. Por conta disso, o nível de concentração fica prejudicado.

O mais importante é reconhecer essas dificuldades naqueles que possuem a síndrome para que assim os recursos necessários para melhorar o aprendizado sejam colocados em prática o quanto antes.

Como estimular concentração e memória?

Bem, crianças com Down não costumam se adaptar bem com atividades e tarefas informais, sem nenhum tipo de ritual ou regra. Adaptá-las a rotinas e atividades devidamente estruturadas ajudam a manter a atenção em algo por um período maior de tempo. É possível utilizar diversas táticas para ajudar nisso:

  • Desenhos e figuras são ótimas formas de estimular as pessoas com down e com isso  conseguem aprender mais rapidamente como lidar com certas situações e qual o comportamento adequado em cada uma delas;
  • Logo no início da comunicação, você deve ajudar o bebê com o uso de gestos durante a fala que serão substituídos pelas palavras corretas gradativamente;
  • As brincadeiras devem ser simples para que sejam cumpridas com êxito pela criança, estimulando-a a querer mais. Por exemplo, pegar o sapato da mãe, ou então, chamar o pai para um determinado cômodo da casa;
  • Brincar de esconder objetos ou a si mesmo para que a criança procure é uma outra alternativa. Também é importante se ela apontar para o local, mesmo sem conseguir visualizar o que foi escondido;
  • Aproveite o momento da leitura para apontar e repetir o nome de objetos e personagens que ele já conhece. Isso ajuda a reforçar o aprendizado e a memória;
  • Estimule-a a resolver questões simples como, por exemplo, finja que vai sair de casa usando apenas um sapato para que ela possa apontar que falta o outro, ou então, quando ele pedir algo para comer, entregue o copo ou mamadeira vazia fazendo com que ele aponte o que falta;

Como melhorar o aprendizado na sala de aula?

Que uma criança com Síndrome de Down pode ter  um pouco mais de dificuldade com memorização  e que possui dificuldade de concentração, nós já sabemos. Mas como ajudá-las dentro da sala de aula? Esses pontos podem ser estimulados usando jogos de tabuleiro, jogos de memória, brincadeiras para identificar animais através de gestos ou de sons pelos colegas, entre outras opções.

O mais importante de tudo é manter o aluno sempre inserido dentro de um grupo e com brincadeiras que prendam a sua atenção e sejam de acordo com a idade. O educador pode, gradualmente, aumentar a quantidade de participantes e também o grau de dificuldade dos jogos.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós

Fonte: www.incluo.com.br


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar