Síndrome de Down

Bebê com síndrome de Down pilota avião da American Airlines

Bebê com síndrome de Down pilota avião da American Airlines

 

Um bebê ganhou de um piloto da American Airlines, na semana passada uma grande surpresa.

O capitão Joe Weis, estava fazendo seu último voo antes de se aposentar, depois de mais de 34 anos de serviço. Após pousar a aeronave no Aeroporto Internacional de Miami, no último dia 2 ele  convidou o pequeno Ki para conhecer a cabine do avião.

O presente

Ki Klitenick, de  2 anos, tem síndrome de Down. Foi a cabine com sua mãe, além de “pilotar” a aeronave ele foi presenteado com a insignia (broche) de asas do capitão. Ki sorriu, bateu palmas e disse “obrigado” em linguagem gestual depois que Weis prendeu a lembrança na camisa da criança.

É incrível o que ele fez. A coisa toda foi tão legal“, disse a mãe de Ki, Sarah Tamar Klitenick, ao Orlando Sentinel.

Todavia, Sarah e Ki Klitenick haviam participado de uma reunião de família em Palma de Maiorca, na Espanha e  estavam sentadas ao lado esposa do capitão Joe, Wendy, durante o voo de volta.

Contudo, enquanto as mulheres conversavam, Wendy Weis mandou uma mensagem para o marido cabine e ele saiu para a cabine para encontrar Ki.

Meu último vôo foi muito especial por vários motivos … sempre lembrarei disso“, publicou Weis no Facebook.

My last flight was very special for many reasons. Wendy was sitting in a row with Ki and his mom back from Madrid. She found out that this was his first flight. Since it was my last and his first we decided to make it special. So I pinned my AA Captain wings on him after we landed in Miami. I will remember this always. Thanks to my first officer Kent Thorpe for filming everything

Posted by Joe Weis on Monday, October 7, 2019

A companhia aérea responsável pelo voo, a American Airlines, disse em um comunicado: “Todos nós da American fomos verdadeiramente tocados pelas ações do capitão Joseph Weis. O capitão Weis, que começou na American em março de 1985, sempre adorou se envolver com seus passageiros. Quando o capitão Weis descobriu que seu último voo na American era o primeiro voo de Ki, ele queria passar suas asas para uma geração futura. Estamos todos orgulhosos do capitão Weis e desejamos a ele tudo de bom em sua aposentadoria. Também esperamos receber Ki em futuros vôos americanos, junto com suas asas.

Sarah Klitenick, 34, disse: “Com todas as coisas negativas acontecendo no mundo, é bom quando as pessoas fazem coisas incrivelmente boas“.

Entretanto, desde que voltaram para casa, Ki tem falado sem parar sobre seu presente e seu novo amigo.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte: Orlando Sentinel


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar