Deficiência

Após roubo de cadeira de rodas avó carrega todos os dias a neta no colo

Após roubo de cadeira de rodas avó carrega todos os dias a neta no colo

Uma avó na Colômbia ultrapassa os limites para oferecer o melhor que pode aos netos.  Com 72 anos Aura Teresa Márquez vive com os três netos em  casa no bairro de El Refugio, no subúrbio de Bogotá, capital da Colômbia. Cerca de 25 estradas não pavimentadas são aquelas que devem ser enfrentadas todos os dias para que os netos de 8 e 10 anos não percam o ônibus. E esta é a provação diária desta avó corajosa.

Mas a coragem dessa avó é ainda mais evidente quando ela tem que cuidar da neta de 12 anos Laura Valentina, uma criança com mobilidade reduzida, que não fala nem anda. Laura Valentina fica presa a uma cama a partir dos 8 meses de idade após uma febre alta que causou meningite e que mais tarde a reduziu a uma cadeira de rodas. A tudo isso, devemos acrescentar que a avó está com problemas de saúde, tem problemas nas pernas e os pés incham com frequência.

Mas isso não é um obstáculo para ela, enquanto as filhas Jenny Paula e Olga vão trabalhar na limpeza de casas para trazer algum sustento econômico em casa.

Como se isso não bastasse, um dia alguém roubou a cadeira de rodas antiga que tinha em casa e, com ela, as poucas economias que seu irmãozinho Alejandro e seu primo Johan obtiveram neste Natal. A dor da vovó é ainda mais profunda quando ela se lembra de que o único que os ajudou um pouco durante esse período foi o filho Carlos, mas agora não pode porque está na prisão: o jovem, de fato, vendo que estavam com tanta fome e carentes, e que a criança não tinha fraldas, foi roubar e, ao voltar, a polícia o pegou e o prendeu.

A mãe da menina está muito triste por não ter nada para dar neste Natal, mas eles se contentam com muito pouco, nunca usaram roupas ou brinquedos novos, aqueles que usam os encontraram no lixo. A vovó Aura acredita que ainda é possível um milagre de Natal e que a solidariedade das pessoas pode tirá-las do pesadelo que estão enfrentando, tornando-as pelo menos mais tranquilas por um dia.

A mãe da menina está muito triste por não ter nada para dar neste Natal, mas eles se contentam com muito pouco, nunca usaram roupas ou brinquedos novos, aqueles que usam os encontraram no lixo. A vovó Aura acredita que ainda é possível um milagre de Natal e que a solidariedade das pessoas pode tirá-las do pesadelo que estão enfrentando, tornando-as pelo menos mais tranquilas por um dia.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte:https://www.olhaquevideo.com.br


3 Comentários

  1. Deixem o nome e dados bancários para que possamos ajudar a comprar uma cadeira de rodas.
    São de Bogotá – Colômbia.
    O crianças especiais deveria intermediar uma campanha para socorrer essa criança e sua avó.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar