A Caixa Econômica Federal anunciou no último dia 19, que contratará 2.000 pessoas com deficiência para trabalhar em agências do banco em todo o país. A seleção deverá ser feita por meio de concurso público, que ainda não tem data para ser realizado.

Essa determinação foi feita pela Justiça do Trabalho que ordenou a Caixa o cumprimento da Lei de Cotas. Para tanto, ela deverá contratar 2.000 pessoas com deficiência para adequar-se a legislação.

O anúncio da Caixa foi feito durante cerimônia de assinatura de um contrato que dará R$ 2,5 milhões ao CPB (Comitê Paraolímpico Brasileiro). O banco estatal, que é patrocinador esportivo do CPB há mais de uma década, deve cerca de R$ 5 milhões ao comitê.

A solenidade contou com a presença do presidente da Caixa, Pedro Guimarães, do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e da primeira-dama, Michelle Bolsonaro e do governador de São Paulo João Dória..

“É motivo de orgulho para nós, como disse agora a pouco aqui, o Pedro Guimarães, a Caixa Econômica de fato, mais do que cumprir a lei, está tendo a satisfação de atender em grande parte as pessoas com deficiência”. disse Bolsonaro no evento.

Veja o discurso na íntegra do Presidente aqui

É a primeira vez, que eu entenda, que 100% dos contratados serão pessoas com deficiência”, afirmou Guimarães. “A Caixa Econômica é o único banco que não tem os 5% [de funcionários exigidos] pela legislação de pessoas com deficiência. O governo do presidente Bolsonaro vai mudar isso”. disse o presidente da Caixa.

Segundo o banco, a Caixa  no mês passado já havia anunciado que chamaria 1.000 pessoas que passaram no concurso de 2014 para trabalhar nas agências. Entre 50% e 75% desse total serão candidatos com algum tipo de deficiência.

Banco quer demitir 3.500 funcionários

O Banco pretende demitir 3.500 funcionários. Para tanto, paralelo as contratações, a Caixa lançou um novo programa de demissão voluntária com a possibilidade de até 3.500 adesões. O público-alvo são funcionários que trabalham na matriz e em escritórios regionais do banco.

Concurso Caixa: Como são as seleções?

Os concursos da Caixa são para técnico Bancário da Caixa. O conteúdo para estudo é  bastante, com isso quanto antes começar a estudar melhor poderá ser o seu resultado. Como requisito para o concurso há a necessidade de certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino médio,  expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), Secretarias ou Conselhos Estaduais de Educação.

A pessoa aprovada terá que desempenhar as seguintes atividades: prestar atendimento e fornecer as informações solicitadas pelos clientes e público; efetuar todas as atividades administrativas necessárias ao bom andamento do trabalho na Unidade; operar microcomputador, terminais e outros equipamentos existentes na Unidade; instruir, relatar e acompanhar processos administrativos e operacionais de sua Unidade; efetuar cálculos diversos referentes às operações, programas e serviços da CAIXA; elaborar e redigir correspondências internas e(ou) destinadas aos clientes e ao público; preparar o movimento diário; manter atualizadas operações, programas e serviços implantados eletronicamente; dar andamento em processos e documentos tramitados na Unidade; realizar trabalho relativo à edição de textos e planilhas eletrônicas, arquivo, pesquisa cadastral, controle de protocolo e demais atividades operacionais; elaborar e preparar mapas, gráficos, relatórios e outros documentos, quando solicitado; realizar outras atribuições correlatas; divulgar e promover a venda dos produtos da CAIXA.

Benefícios

A jornada de trabalho da Caixa para técnico bancário Caixa é de 6 horas diárias, totalizando 30 horas semanais. O funcionário terá participação nos lucros, poderá ascender profissionalmente exercendo funções específicas, terá plano de saúde,  plano de previdência privada, auxílio refeição/alimentação; auxílio cesta/alimentação; possibilidade de participação em programa de elevação da escolaridade e desenvolvimento; programas de preservação da saúde, qualidade de vida e prevenção de acidentes. O regime de contratação será CLT, dando ao funcionário os benefícios do FGTS entre outros benefícios.

Salários

O salário inicial é de R$ 3.622,40, sendo R$ 2.428,80 de salário base, acrescido de  R$ 652,08 de auxílio-alimentação, R$ 491,52 de cesta-alimentação e R$ 50 de vale-cultura. Além de oportunidades para nível médio, a CEF também conta com em seu quadro de servidores, oportunidades para engenheiro, nas áreas Agronômica, Civil, Elétrica e Mecânica, e duas de médico do trabalho, com salários de R$ 8.948,32 e R$ 4.928,32, respectivamente. Além da graduação específica, exige-se registro no respectivo conselho profissional.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte: UOL

Foto: Marcos Correia


Presidente Bolsonaro anuncia juntamente com o presidente da Caixa a contratação de 2.000 pessoas


Post navegação


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *