Geral

Nasce o segundo bebê da atleta australiana que teve 65% do corpo queimado em incêndio

Nasce o segundo bebê da atleta australiana que teve 65% do corpo queimado em incêndio

Turia Pitt deu as boas-vindas ao seu segundo filho com o noivo Michael Hoskin.

O bebê, um menino que recebeu o nome de Rahiti.

O casal já é pai de Hakavai, um menino de dois anos.

Turia sobreviveu a um grande incêndio anos atrás. Em seu instagram ela compartilhou a foto do filho dando as boas novas aos seus mais de 910.000 seguidores.

Com a seguinte legenda: Bem-vindo ao mundo Rahiti

Confira o post:

View this post on Instagram

Maeva i te ao nei! Welcome to the world Rahiti 💙

A post shared by Turia (@turiapitt) on

Turia, de 32 anos, nasceu no Taiti e se mudou para a Austrália quando tinha três anos. Ela foi criada em Ulladulla, em New South Wales, e conheceu Michael na escola.

Antes do acidente que mudou sua vida, Turia era uma competidora de ultra-maratona

Em setembro de 2011, Pitt sofreu queimaduras em 65% do corpo depois de ficar presa por um incêndio na grama durante uma competição em Kimberly.

No incêndio ela  perdeu os dedos e o polegar na mão direita e passou cinco meses no hospital, durante o qual não se esperava que ela sobrevivesse.

Desde que sobreviveu à terrível provação,Turia tornou-se um palestrante motivacional e escreveu três livros – Tudo para viver e desmascarar , além de Good Selfie , disponíveis em seu site.

Em entrevista para 9Honey, em 2017, Turia falou da vida como uma nova mãe após o nascimento de seu primeiro filho em 2017, que ela ama ser mãe, mas aprendeu muito rapidamente o quanto é importante reservar tempo para cuidar de si mesma.

View this post on Instagram

Over the past few months, I’ve been blown away by this country and the people that call it home. Through devastation and fear, I’ve seen countless acts of generosity and empathy. I’ve seen my mates travel by kayak up and down the lakes and estuaries to feed hungry and thirsty wildlife. People jumping in their tinnies to evacuate families. I’ve seen people checking in on their neighbours, cooking meals for friends and strangers, opening their homes to people stranded in fire-stricken holiday towns. We’ve given whatever we can afford and we’ve rallied around each other, even when we were scared and anxious. And I’ve honestly never been prouder to be Australian. We should celebrate this great country, but we need to find a way to do so that includes our indigenous people and respects their culture. We’ve proven, time and time again, that we are a nation of empathetic, generous, inclusive people, so let’s act in that spirit and #changethedate.

A post shared by Turia (@turiapitt) on

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar