Por Crianças Especiais

Há muitos anos ouvimos as pessoas falando que a doação de lacres de latinhas de refrigerantes, sucos e outras bebidas, como cervejas e chás gelados, pode ser revertidos para a aquisição de cadeira de rodas. Normalamente, achamos que isso é mais uma lenda urbana.

Como será que essas peças que as pessoas normalmente não dão valor, jogam fora podem realmente mudar as vidas de algumas pessoas?

Então, vamos aos fatos. Lacres de latinhas podem realmente ser trocados por cadeiras de rodas. Apesar da quantidade para a troca ser grande, vale a pena serem juntados para doá-los e ajudar as pessoas que precisam.

Para fazer a troca dos lacres das latinhas pela cadeira de rodas é necessário que se junte 140 garrafas PET de 2 litros, completas com lacres de alumínio, isso dá em média aproximadamente 30 mil lacres.

cadeiras de rodas

Mas se é verdade mesmo, como faço para doar?

Você poderá entregar seus lacres, independentemente da quantidade, em um posto de coleta, em SP, MG, PR, RJ e SC, eles podem ser encontrados aqui

Esses locais fazem parte do projeto social chamado LACRE AMIGO é uma iniciativa da empresa Arteris, companhia do setor de concessão de rodovias no Brasil,  que em parceria com cooperativas que garantem a reciclagem adequada dos lacres de alumínio.

Hoje, o projeto conta com a presença da Mariana, a embaixadora do projeto, uma jovem com deficiência visual engajada e motivada a mudar a vida das pessoas. Para ela esta pequena atitude pode transformar a vida de muitas pessoas.

No PR há o projeto AMOR DE LACRE que também coleta esses lacres.

Infelizmente, os postos de coleta só existem nesses estados. Caso saiba de postos em outros estados deixe-nos uma mensagem nos comentários.

Então, da próxima vez que você pensar em jogar fora esses lacres, lembre-se que você pode transformar vidas, com um simples ato.

A maioria das cadeiras de rodas são doadas a idosos em situação de vulnerabilidade social que vivem em asilos localizados nas cidades onde a companhia atua. Mas crianças e jovens com deficiências, em situação de vulnerabilidade social, também são beneficiados.

Então, não é lenda urbana que lacres de latinhas viram cadeiras de rodas, isso é VERDADE.

Deixe-nos saber o que voce achou, sua opinião é importante para nós.

 


Mito ou verdade? Lacres de latinhas podem ser trocados por cadeira de rodas?

Post navegação


8 pensamentos “Mito ou verdade? Lacres de latinhas podem ser trocados por cadeira de rodas?

  1. Acho maravilhoso ,eu mesmo já junto há tempos,sei que a quantidade de lacres pra uma cadeira é grande,mas o pouco de cada um que se dispõe a com certeza faz a diferença .Vamos lá pessoas não custa nada ,basta tirar o lacre antes do descarte da latinha,e encaminhar aos órgãos responsáveis ,simples assim!

  2. Esta matéria deveria ser divulgada, para dar conhecimento a população!
    Assim poderia abrir postos de coleta, facilitando o empenho de todos!

  3. Olá faço parte de uma campanha lacre essa ideia, para doação de cadeiras de rodas adaptadas diferentes de outras instituições nosso número é de 500 garrafas, essas cadeiras chegam a custar 5.000,00 reais, eu sou voluntário da turma do jiló, veja minha página e vcs terão noção do volume que conseguimos ajuntar em um ano obrigado Deus abençoe . Face Maurício MTR Xuxa.

  4. A concessionária CCR também tem o projeto Lacre Solidáriio. Sou um arrecadador de lacres e felizmente nossa corrente de solidariedade tem crescido a cada dia. Já trocamos os lacres por 8 cadeiras de rodas que foram destinadas a asilos e pessoas que necessitavam.

  5. Faço parte do Santuário Nossa Senhora de Guadalupe da cidade de Campinas, temos a campanha do lacre solidário onde os lacres sao vendidos e com o valor arrecadado as cadeiras sao compradas e precisamos de 100 garrafas pets cheias para o valor delas. É muito gratificante este trabalho pois as cadeiras sao destinadas a pessoas carentes que nao tem como comprar ou mesmo alugar pelo período que precisam usar. Estamos no face book também para maiores detalhes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *