DeficiênciaDeficiência FísicaDoenças Raras

Menino de dois anos se identifica em anúncio publicitário ao encontrar “alguém como ele” e emociona a web

Menino de dois anos se identifica em anúncio publicitário ao encontrar "alguém como ele" e emociona a web

Muitas marcas de moda estão trabalhando para se tornar mais inclusivas em suas campanhas publicitárias e isso está fazendo a diferença até para os pequenos consumidores de seus produtos.

A representatividade é algo que todos desejam, principalmente pessoas com deficiência.

A foto de um garoto se identificando com a foto de um anúncio publicitário em uma loja Peoria Target está circulando na internet e emocionando todos que a vêem.

A foto foi compartilhada tanto que chegou à família do garoto, que oportunamente agradeceu a loja da Targert em Cotton,em Massachusetts nos Estados Unidos por fazer a diferença !!

A mãe fez um agradecimento a loja na página no Facebook dedicada ao filho chamanda “Ollie´s World

Confira o texto:

“Obrigado Target! Hoje Oliver me parou de repente e virou-se para ver a foto que ele viu! Eu apenas olhei para ele com admiração! Ele reconheceu outro garoto como ele, sorrindo e rindo em uma exibição na Target. Oliver vê crianças todos os dias, mas ele nunca vê crianças como ele. Isso foi incrível! Estou tão feliz que outras crianças que passam por aqui com seus pais verão isso! Há muito foco em representar a diversidade, mas representar as pessoas com deficiência é igualmente importante!” ❤

Oliver Garza Pena, é um menino de quase 2 anos, que estava na loja fazendo compras com a mãe no início do mês,  quando notou uma placa de marca de roupa com um modelo com sua cadeira de rodas.

O menino nasceu com uma condição rara chamada Síndrome de Regressão Caudal, que  afeta o desenvolvimento da coluna vertebral e pode afetar a função dos órgãos. Ela atinge um a cada 7,5 mil nascidos vivos. A má formação pode apresentar vários graus e ter várias formas de comprometimento na região do sacro.

Em entrevista ao canal ABC a mãe de Olliver,  Demi Garza-Pena, disse que foi um momento bonito de se ver. Ele admirar alguém como ele, porque não consegue ver com tanta frequência”.

Ela diz que espera que o efeito disso incentive outras lojas a avançar em iniciativas semelhantes.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.


Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar