Doenças Raras

Menina que nasceu com apenas metade do rosto sorri pela primeira vez após cirurgia


A menina Darina Shpengler, de seus anos, voltou à Rússia para se reunir com seu pai após sua longa cirurgia no Hospital Great Ormond Street, no Reuni Unido.

O tratamento de três meses de Darina no Reino Unido é o primeiro de uma série de operações ainda está  por vir, o que lhe dará um rosto completo que ela nunca teve.

A orgulhosa mãe de Darina, Elena,  de 47 anos, chorou lágrimas de felicidade, dizendo: “Ela aprendeu a rir“.

Crédito: Eas t 2 West News

A condição de Darina é rara, pois ela nasceu sem lábios ou queixo, deixando outras crianças com “medo dela”.

Sua condição limitava sua capacidade de comer e falar, o que levou alguns membros de sua família a renegá-la.

O peso da pequena Darina também é semelhante ao de um ano de idade, apesar de ter seis anos.

Para realizar a complexa cirurgia da menina os médicos russos recomendaram o único hospital no mundo capacitado para fazer esse tipo de cirurgia: o Great Ormond Street, no Reino Unido. A operação, inicialmente estava estimada em 67.400 libras, quase R$ 340.000,00  foi paga por doadores generosos em um evento de angariação de fundos para a causa dela

A cirurgia

Em um vídeo, o professor David Dunaway e o Dr. Nadeem Saeed são vistos momentos após a cirurgia da maratona.

O professor Dunaway, da Unidade Craniofacial do hospital, disse: “Acabamos de terminar a operação de Darina. Foi um dia muito longo, acho que estamos operando há quase 11 horas … acho que estamos muito felizes com o andamento das coisas. Fizemos da Darina uma mandíbula bonita, está em uma boa posição e introduzimos um pouco mais de pele em seu pescoço.”

Segundo Helena eles foram tratados muito bem pela equipe que cuidou da menina, elas foram recebidas com muito amor e cuidado. E que mesmo ninguém da equipe falar uma palavra em russo eles as apoiaram nesses meses de internação.

Quero que as pessoas parem de apontar os dedos para ela, para que ela não se sinta infeliz

Desde que Darina voltou à sua cidade natal, na região de Krasnoyarsk, na Sibéria, a campanha para angariar novamente recursos para a nova cirurgia já começou.

A próxima cirurgia será para a construção de seu maxilar e lábio superior.

Elena disse: “Quero que as pessoas parem de apontar os dedos para ela, para que ela não se sinta infeliz.”

Inicialmente, pensou-se que Darina sofria da síndrome de Nager, mas seus testes genéticos mostram que sua condição é única e causada por “mutações espontâneas”, informou o The Siberian Times.

Veja mais: 

Após os médicos sugerirem para uma mãe abandonar sua filha, ela não desiste e obtém tratamento inovador para a criança

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar