Doenças Raras

Mãe de bebê nascido sem pele pôde finalmente beijar seu filho após transplante

Mãe de bebê nascido sem pele pôde finalmente beijar seu filho após transplante


Ja’bari Gray é bebê um lutador, basta perguntar a seus pais, Priscilla Maldonado e Marvin Gray.

Ele nasceu há dez meses atrás, prematuramente e sem pele. Agora Ja’bari está se recuperando de um transplante de pele bem sucedido que foi feito no Texas Children’s Hospital, em Houston.

Com a pele cobrindo sua barriga, braços e pescoço, Ja’bari não só pode usar roupas agora, mas também pode ter contato pele a pele com sua mãe e receber beijos, que a mãe Priscilla esperou quase um ano para fazer.

Segundo entrevista de Priscilla a ABC 13, ela contou que foi emocionante! Ele estava chorando deitado, mas assim que ela peguei o pegou e o colocou junto de sua pele ele parou de chorar.

“Agora eu posso beijá-lo, tocá-lo, fazer todas essas coisas”, acrescentou ela à saída de seu bebê. No momento, o menino já está sem medicação para dor e respirando sozinho.

A jornada de Ja’bari está longe de ser fácil, de acordo com sua mãe, que documentou seu progresso em uma página do GoFundMe.

O bebê parou de ganhar peso com 37 semanas de gravidez de sua mãe, com sua freqüência cardíaca baixa, houve a necessidade da realização de uma cesariana.

Com a pele apenas na cabeça, rosto e partes das pernas e braços, os médicos não tinham certeza se Ja’bari sobreviveria e sugeriram Priscila desligasse os aparelhos.

Apesar de seus olhos estarem fechados, ele precisava de assistência respiratória e de tomar remédios para dor constantes, Maldonado se recusou a terminar com a vida do menino.

Nos últimos 10 meses, a condição de Ja’bari melhorou constantemente graças a um enxerto de pele que foi realizado  no Hospital Infantil do Texas. Os médicos começaram a cobrir seu corpo com a pele cultivada em laboratório, a partir de células retiradas da parte de trás do ouvido.

Seu caso foi uma conquista marcante para a equipe médica, de acordo com Priscila “foi o primeiro transplante já feito em sua situação e em um bebê de sua idade“.

Reprodução Go Fund

Diagnóstico

Mas os médicos ainda não sabem o que o levou a nascer sem pele. Eles originalmente pensavam que ele poderia ter epidermólise bolhosa (uma doença rara de pele). O pais foram submetidos a testes e não tinham o gene para a doença.

Sua recuperação também não foi sem contratempos. O bebê já passou por duas cirurgias para abrir as pálpebras, mas se fecharam nas duas vezes, levando os médicos a dizerem a Priscila que não querem mais “mexer nos olhos dele”.

Avançando, Ja’bari terá que passar por mais cirurgias para separar seus braços, mão direita, pé e pescoço direito.

Apesar de não ter respostas concretas, Maldonado continuou a se manter positivo e viu seu garotinho atingir gradualmente todos os seus marcos infantis.

Deixe-nos saber o que achou porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte: People



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar