É engraçado como todos falam da importância da inclusão social, principalmente nas escolas.

O que podemos ver por aí? Relatos de pais e mães especiais lutando a cada dia para que seus filhos sejam incluídos tanto nas escolas como na vida das pessoas.

Às vezes esquecemos que inclusão social é tão importante para o seu filho como para o meu especial ou não. A tendência é a evolução da sociedade, que com o passar do tempo tende a entender que mesmo com nossas diferenças, somos todos iguais.

O fato de se discutir sobre a inclusão social hoje já é uma grande vitória, pois há anos atrás nada se falava. Havia  apenas a opção de escolas especiais, onde a criança aprendia apenas coisas específicas para sua patologia. Claro, as escolas especiais nunca vão perder sua importância, principalmente, por oferecer ferramentas de aprendizado que as escolas comuns não oferecem.

Mas hoje é fato que crianças e adolescentes especiais devem ser incluídas nas escolas como um todo, direito garantido por lei, evidencia a verdadeira função social da escola em que consiste ma formação de seres humanos, que respeitam o próximo e suas diferenças.

Muitos ajustes precisam ser feitos, profissionais precisam ser capacitados, ferramentas de aprendizagem deve ser desenvolvidas, não apenas deixar as crianças especiais dentro das escolas sem profissionais preparados.

A visão das crianças sobre o que é diferente é bem diversa da nossa. Para elas não existem normal ou diferente, existe apenas outra criança. Cabe a nós ensinar o que é amor e o respeito ao próximo, que as diferenças são deixadas de lado.

Algumas crianças e jovens que estudam em escolas inclusivas estão aprendendo conviver com crianças especiais, respeitando suas diferenças. Algumas das escolas “inclusivas” fazem um trabalho, bem legal de integração das crianças, onde todos fazem parte do grupo.

Li em uma reportagem há alguns dias uma fala do apresentador Marcos Mion que muito me chamou a atenção sobre o assunto, quem o acompanha sabe que ele é um paizão para todos os seus filhos, inclusive Romeu, que é autista: “Assim, volto para o tema: inclusão. Quem são os grandes beneficiados? Falo por experiência própria que são as crianças, que têm a honra e o privilégio da convivência com esses colegas. Uma escola não deveria achar que está fazendo um favor para uma criança especial ao incluí-la, e sim saber que está fazendo um bem enorme para os alunos regulares – e também para os professores! Na real, é para todos“.

Aprender, na prática, a ser uma pessoa mais tolerante, um ser humano amoroso, compreensivo, sem preconceitos e ter aptidão para aceitar as diferenças é mais importante do que muito do conteúdo ultrapassado que as crianças são obrigadas a engolir e a decorar“.

Muitas coisas ainda precisam ser mudadas, mas já saber que as coisas estão mudando já é um grande passo.

Ainda há muitas arestas para se aparar, como os pais conseguirem matricular seus filhos sem ter que entrar na justiça, algumas escolas particulares falarem que “não tem vagas” quando os pais falam que a criança tem necessidades especiais, a garantia do auxiliares para alunos com necessidades educacionais especiais, são tantas coisas…

Mas tudo faz parte da nossa luta e vale a pena acreditar que um dia, esse texto estará desatualizado porque tudo mudou…


Inclusão social: a escola não deveria achar que faz um favor de incluir seu filho especial

Post navegação


Um pensamento em “Inclusão social: a escola não deveria achar que faz um favor de incluir seu filho especial

  1. Boa noite eu gostaria de como faz pra vcs pública uma fotinha da minha bebê na página de vcs ela foi diagnosticada com autismo sempre digo a paagina eu adoro todos os especiais são lindo 😍

    1. Olá Bom dia. Obrigada pelo carinho. Fazemos nosso trabalho com muito amor. As solicitações de publicações em nossas redes sociais é apenas por meio do inbox em nosso facebook ou direct messeger em nosso instagram para podermos ter maior controle, caso desejar, nos solicite por lá, que tão breve quanto possível publicaremos,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *