Síndrome de Down

Bia Pimenta, a modelo plus size com síndrome de Down que está conquistando o mundo da moda

Na sociedade em que vivemos o preconceito é velado na maioria das vezes, mas existente. Algumas pessoas sofrem preconceito por sua cor, por sua deficiência, pela sua opção sexual, pelo seu peso.

Mas existem pessoas que encontraram uma forma de ir ao encontro dessas condutas. Pessoas que vieram para mostrar que não são as diferenças que as qualificam, mas sim o talento, a alegria de viver e a capacidade de mudar a forma que as pessoas enxergam as diferenças.

E uma dessas pessoas é Bia Pimenta, uma jovem de 25 anos com síndrome de Down, modelo Plus Size, que vem encantando o mundo da moda.

A jovem é  um talento nato diante das câmeras e das passarelas. Ela tem um brilho natural que a destaca no meio da multidão.

A carreira

Sua carreira começou  por acaso, em uma loja a qual Bia é cliente que vende moda Plus Size. Bia encantou a dona e funcionárias da loja, por se preocupar em sempre estar bonita e se vestir bem, e principalmente, por sua auto-estima elevada.

Com isso, em 2016 surgiu o convite para que Bia participasse de campanha fotográfica da loja, que foi um sucesso.

Esse início de carreira foi muito importante para a jovem que estava se recuperando de uma situação complicada no trabalho, a qual fez que ela desenvolvesse uma doença neurológica que perdurou por 10 meses.

A moda e as fotos colaboram para que Bia se recuperasse. Restabelecida e com a auto-estima lá no alto, a mãe de Bia, Rosane Pimenta, fez um Instagram para  que a filha pudesse ter seu trabalho divulgado. E foi um grande sucesso…

Bia já desfilou em Joinville, Rio de Janeiro, Aparecida do Norte.

Além de participar de campanhas fotográficas do coletivo Quem são elas, para a  Mostra Sensorial, no Senac, participou da última edição desfilando no Osasco Fashion Week e ela estava participando da Campanha Beleza Pro Business, que tem como assunto principal a diversidade no mundo da beleza (cabelo/maquiagem/ auto-estima) que iria ser lançada em abril e foi interrompida pela pandemia.

Bia, além da carreira de modelo,em seu dia a dia trabalha na Drogaria Pague Menos, por meio do Programa do Governo de São Paulo Meu Trabalho Inclusivo, além de fazer parte do do PAE – Programa Atendentes Eficientes, uma associação que inclui jovens com deficiência em eventos e feiras, o qual ela trabalha nos finais de semana.

Bia, com sua auto-estima inabalável, sempre diz: “Ser Down não muda nada, posso ser o que eu quiser. Nasci para fazer os outros felizes“.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Texto autoral, vedada a reprodução sem autorização.

 

 

 

 

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar