Doenças Raras

Bebê com rara condição cardíaca ganha o direito de viver por mais alguns dias

Bebê com rara condição cardíaca ganha o direito de viver por mais alguns dias

A família de um bebê que sofre de má formação cardíaca e precisa da ajuda de aparelhos para sobreviver recebeu uma ótima notícia. A decisão  judicial, de última hora, para impedir que um hospital do Texas, nos Estados Unidos, retirasse o suporte da vida da menina.

Tinslee Lewis, é um bebê de 9 meses. Ela vive no Hospital Infantil de Cook. No último dia 31, o hospital notificou a família que seriam desligados os aparelhos que mantem Tinslee viva. O hospital baseou-se em uma lei do estado do Texas que permite essa decisão quando o tratamento é considerado fútil.

O hospital

Embora acreditemos que a vida de todas as crianças é sagrada, também acreditamos que nenhuma criança deve ser sentenciada a uma vida dolorosa”, disse Winifred King, porta-voz do Cook Children’s Health Care System.

No entanto, a família obteve uma decisão judicial, no último dia 10, que obrigou o hospital a manter o equipamento funcionando até pelo menos 23 de novembro, concedendo à família tempo para transferir Tinslee para um hospital disposto a ajudá-la.

Estamos apenas pedindo a oportunidade de dar a Tinslee uma chance de lutar“, disse o primo da menina Tye Brown.

O nascimento

Tinslee nasceu prematuramente com uma rara condição cardíaca e também sofre de doença pulmonar crônica e hipertensão pulmonar crônica grave. Ela já passou por várias cirurgias complexas, respira com a ajuda de um respirador e está sedada, mas consciente

Ela é uma lutadora“, disse sua mãe, Trinity Lewis. “Tinslee passou por tanta coisa.”

Outro membro da família, Beverly Winston, também disse que a família estava disposta a aproveitar qualquer possível chance para a pequena.

Independentemente do motivo ou da lei, ela merece uma chance de lutar por sua vida“, disse a mãe em entrevista a imprensa local.

Na decisão proferida no último dia 10, o juiz, Alex Kim, concedeu à família até a próxima audiência, em 22 de novembro, a procura de um novo hospital disposto ajudá-la.

Contudo, se eles falharem, o Hospital Infantil de Cooks poderá desligar o suporte de Tinslee no dia seguinte.

Todavia, o porta-voz do hospital Winifred mantem a decisão inicial de tentar acabar com o suporte à vida.

Nos últimos meses, ficou evidente que a saúde dela nunca melhorará“, disse o porta voz do hospital.

Apesar dos nossos melhores esforços, a condição dela é irreversível, o que significa que nunca será curada ou eliminada. “Sem tratamento para sustentar a vida, a condição dela é fatal. Mais importante, porém, seus médicos acreditam que ela está sofrendo”, finalizou o porta voz.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar