Ketan Aggarwal, um rapaz de 30 anos, com autsmo, que decidiu fazer justiça com as próprias mãos, após ser ridicularizado por um instrutor da academia Virgin Active, em Londres.

A academia faz parte de uma grande rede de academias, porém parece que está preparada mais para tratar o físico do que lidar com as pessoas como um todo.

Ketan decidiu fazer uma queixa oficial para a academia, após ser chamado de “idiota” por diversas  vezes e censurado ao pedir para trocar uma música na aula de Spin, pelo mesmo funcionário.

O academia, incialmente, ignorou a reclamação do aluno.

Dois anos se passaram e Ketan, passou-os estudando a leis, processou a academia e venceu.

O rapaz acabou recebendo da academia o valor de £ 1.390 (o que equivale a aproximadamente R$ 5.380,00) e um pedido de desculpas por escrito.

O instrutor foi demitido.

“Quando uma pessoa discrimina alguém com uma deficiência mental, ela não imagina que vai ser legalmente punida (…)”, afirmou publicamente Ketan. “Foi incrível ganhar.”

df

O autismo não faz a vida de Ketan pior nem melhor. Sua condição não dá direito a ninguém de ridicularizá-lo.

Nós também ficamos felizes pela vitória de Aggarwal, pois ela representa não apenas um ganho individual, mas um passo para a justiça como um todo e para todos.

Ninguém tem o direito de ridicularizar ninguém, respeito ao próximo acima de tudo.

Deixe-nos saber o que achou, sua opinião é muito importante para nós


Autista, humilhado por instrutor, estuda direito e processa academia

Post navegação


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *