Normalmente os bebês tem o costume de estranhar a presença de desconhecidos, ainda mais quando tentam pegá-los no colo.

Porém, não foi o que aconteceu em um evento organizado pela associação de apoio a pessoas com deficiência física, a Lucky Fin . Durante o evento um bebê de um ano chamado Joseph Tidd encontrou Amy de  34 anos, uma moça tal qual como ele não possuía a parte inferior de um dos braços.

Apesar de nunca tê-la visto na vida Joseph não pensou duas vezes e correu para dar um abraço em Amy, emocionando todos os presentes do evento, especialmente sua mãe.

Segundo a mãe de Josephm, Collen Miles Tidd em seu perfil pessoal no Facebook, ela  optou em compartilhar o vídeo por ele ser muito doce,  normalmente a mãe não compartilha muita coisa no facebook, mas esse momento não poderia deixar de compartilhar. Ele sentiu uma conexão imediata com a Amy.

A mãe de Joseph na página oficial da Lucky Fin, a mãe de Joseph agradeceu Amy. “Que momento lindo! Obrigada por ser tão gentil com meu menininho”. Amy respondeu em seguida: “Tenho certeza de que esse menino, sozinho, poderia iluminar o mundo inteiro. Me sinto muito abençoada por ter compartilhado esse momento com ele”.

Joseph e Amy nasceram com uma condição rara genética denominada symbrachydactyly, uma anomalia congênita que impede que os braços se desenvolvam integralmente no útero.

A symbrachydactyly é caracterizada por anomalias diversas nos membros do corpo, como braquidactilia (dedos mais curtos), sindactilia cutânea (quando dois ou mais dedos nascem grudados) e hipoplasia global (quando um tecido ou órgão do corpo nasce subdesenvolvido). Essa condição é extremamente rara, atingindo 1 em cada 50.000 recém-nascidos.

Assista o vídeo compartilhado da página do Lucky Fin no Facebook

Each of us have our own light, and we all shine on our own- together we can light up the world ✨❤️ 🌎

Posted by Lucky Fin Project on Tuesday, October 23, 2018

 

Por mais momentos fofos como esse…

Imagem: Reprodução Reddit 

Fonte: Lucky Fin


Mulher e bebê com mesma condição genética, desconhecidos, se abraçam e emocionam a todos

Post navegação


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *