Geral

Jovens nadadores com síndrome de Down conquistam índice para competir no México


Três jovens nadadores de Suzano, no Estado de São Paulo, obtiveram o índice para estarem presentes nos Primeiros Jogos Internacionais das Américas da Trisomia 21 (First International Games of the Americas of Trisomy 21, em inglês).

A disputa acontecerá em agosto na cidade de Morelia, no estado de Michoacán, no México.

Esta competição é uma das etapas para que os atletas obtenham índice para participar do Campeonato Mundial – o 2º Trisome Games, que está programado para ocorrer na Turquia em 2020.

Os atletas da Associação Cultural Especial Paradesportiva Paulista (ACEDEP)  que  conseguiram o índice foram: Sthela de Matos Correa, Gabriel de Souza Ghitelar Pedro e Weslei Gonçalves.

Além deles na equipe de natação fazem parte mais dois atletas com deficiência intelectual e duas técnicas.

Os jovens atletas da ACEDEP vão integrar a seleção brasileira que será composta também por representantes do Rio de Janeiro e Santa Catarina. Sthela de Matos é a atual vice-campeã brasileira de natação da Confederação Brasileira de Desportos para Deficientes (CBDI) e vai competir no México em seis provas (200m livre, 400m livre, 50m costas, 100m costas, 50m livre e 100m borboleta); Gabriel de Souza, que foi campeão brasileiro pela CBDI e suplente para os Jogos Mundias em Abu Dabi, conquistou índice para cinco provas (50m livre, 100m livre, 50m costas, 100m costas e 50m borboleta); e Weslei Gonçalves, vice-campeão brasileiro pela CBDI, vai nadar em seis provas (200m livre, 400m livre, 800m livre, 1500m livre, 100m costas e 100m borboleta).

Ajuda

Todavia, para que os jovens possam representar o Brasil nesse Campeonato é necessário patrocínios e o apoio da população para que eles consigam captar os recursos necessários para participarem do evento.

Com isso, amigos e familiares formalizaram, uma vaquinha virtual na Internet para que eles possam obter o dinheiro necessário das despesas. “As passagens são caras e nos resta pouco tempo para levantar o valor, e por isso contamos com a colaboração de todos. Qualquer contribuição é bem vinda e ajudará nossos guerreiros a irem cada vez mais longe“, frisou a treinadora, destacando que a meta para a viagem é arrecadar R$ 20 mil. Até o momento, por meio da vakinha eles arrecadaram apenas  aproximadamente R$ 4.800,00.

Contudo, o link para ajudar na vaquinha virtual é http://vaka.me/632432. Mais informações sobre o projeto da ACEDEP podem ser obtidas pelo email [email protected] ou pelo telefone (11) 99315-6007.

Vamos ajudar esses jovens que superaram todas as dificuldades de treinamento e preparação,  para que eles possam estar nesse evento e demonstrar todos os seus talentos. Não vamos deixá-los desistirem dos seus sonhos. Eles precisam de sua ajuda. Qualquer valor é bem vindo pela equipe.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte: https://m.diariodesuzano.com.br



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar