Geral

Autismo infantil: Sinais na primeira infância como identificá-los?

Autismo infantil: Sinais na primeira infância como identificá-los?

Mas você sabe exatamente do que se trata esse transtorno?

Apesar de alguns pontos comuns, independentemente do que acontece, cada criança é uma criança. A frase pode parecer simples, mas é vital para entender o autismo.

Se o seu filho receber o diagnóstico, não necessariamente vai apresentar todos os sintomas já descritos por outros pacientes.

O autismo pode apresentar diferentes níveis de comprometimento, razão pela qual ele recebe o nome de “espectro autista”. para ficar mais fácil entender como funciona o autismo, imagine uma cartela de cores do branco para o preto, algumas cores podem ser mais claras outras mais escuras, cada cor será única, como cada criança com autismo também.

O que é o autismo?

Segundo definição encontrada no Site Revista Autismo, o autismo é uma condição de saúde caracterizada por déficit em três importantes áreas do desenvolvimento: comunicação, socialização e comportamento. Não há só um tipo de autismo, mas muitos subtipos, que se manifestam de uma maneira única em cada pessoa. Tão abrangente que se usa o termo “espectro”, pelos vários níveis de comprometimento. Há desde pessoas com outras doenças e condições associadas (comorbidades), como deficiência intelectual e epilepsia, até pessoas independentes, com vida comum, algumas nem sabem que são autistas, pois jamais tiveram diagnóstico.

Segundo estatísticas da CDC – Centers for Disease Control and Prevention, nos Estados Unidos, estima-se que hoje 1 a cada 59 crianças tenha autismo. E segundo a pesquisa esse número vem crescendo.

Os sinais do autismo nos primeiros meses de vida

Estima-se que é possível já identificar o autismo a partir dos 6 meses de vida.  Em alguns casos, nessa idade, a criança geralmente é menos exigente e ativa do que seus pares e geralmente não mantém contato visual. Além disso, geralmente recusa o contato com adultos, por isso é um bebê muito difícil de confortar e tranquilizar, especialmente quando está irritado.

Muitas vezes o pequeno com menos de um ano não tem resposta antecipada; isto é, ele não antecipa os eventos de seu ambiente, é como se ele não se importasse com nada. Além disso, geralmente não desenvolve ansiedade de separação, uma reação instintiva de medo que a maioria das crianças experimenta quando percebe que seus pais as deixarão em sozinhas.

Também é comum ter algum atraso em suas habilidades de comunicação. No primeiro ano de vida, a maioria das crianças com autismo não imita sons, expressões ou gestos e, apesar de chorarem com frequência, o choro é difícil de interpretar. Nessa idade, muitos bebês começam a ter movimentos repetitivos com as mãos.

Mas isso pode variar e muito de criança para criança. Há crianças que agiam normalmente e com o passar do tempo, mudam de comportamento.

O sinais do autismo entre 1 e 3 anos de vida

Após a criança completar um ano os sinais se apresentam mais intensamente. Com isso, os pais percebem que algo não está certo. A criança se comunica muito pouco com o resto das pessoas e praticamente não tem sinais de afeto. Da mesma forma, ela geralmente demonstra pouco interesse em se relacionar com outras crianças e, embora possa às vezes expressar certa simpatia para com os pais, prefere passar a maior parte do tempo sozinha.

Ao contrário de seus pares, a criança com autismo tem muito pouca curiosidade em conhecer seu ambiente e muitas vezes usa brinquedos de forma inadequada, porque não entende o simbolismo do jogo. Na verdade, enquanto a maioria das crianças começa a participar de jogos e papéis imaginativos, a criança com autismo prefere jogos manipulativos, especialmente aqueles que permitem movimentos repetitivos.

Nessa idade, sua capacidade linguística também fica para trás porque, embora possa repetir algumas frases, não tem uma linguagem criativa e quase sempre usa combinações de palavras sem qualquer significado. Além disso, não faz gestos ou expressões que a ajudem a se comunicar e tampouco entende o significado das punições.

O sinais do autismo entre 3 e 6 anos de vida

Entre as idades de 3 e 6 anos, os sinais de autismo infantil tornam-se mais evidentes. Na idade pré-escolar, a criança com autismo é incapaz de usar o olhar, a postura e a expressão para se comunicar. Não é recíproco com os gestos de afeto que outras pessoas professam e, raramente, interage com os que o rodeiam, já que está quase sempre trancado em seu próprio mundo. Em geral, geralmente é pouco competitivo e não se relaciona com seus pares.

Aos 6 anos a criança com autismo não consegue entender os gestos dos outros e os conceitos abstratos, então ela quase nunca faz perguntas. De fato, outro problema que é exacerbado neste estágio é o atraso na linguagem, porque embora ela possa dizer algumas frases, quase sempre usa os pronomes incorretamente e não entende o significado das palavras, então não pode ter uma conversa com qualquer outra criança da sua idade.

Além disso, nesse período também são exacerbados alguns sinais motores: andar com alguma falta de jeito e movimenta as mãos repetidamente, imitando uma vibração. Há também um apego incomum a certas rotinas que não têm um significado ou uma função importante e frequentemente se preocupam persistentemente com objetos que não têm valor afetivo. De fato, qualquer mudança em sua rotina diária é muito mal tolerada, então nessa idade a frustração é o pão de cada dia.

Apesar de toda essa análise, apenas um médico poderá diagnosticar seu filho. Se estiver em dúvida, vale a pena consultar um especialista para que seja feito o diagnóstico. Porque um diagnóstico precoce aliado as terapias e medicação correta, seu filho poderá tem uma vida com mais qualidade.

Deixe-nos saber o que achou, porque sua opinião é muito importante para nós.

Fonte:Pensar Contemporâneo

 


Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar